imprimir

O ano de 2018 foi de muitas conquistas para o setor de biodiesel e bioquerosene no Brasil.

Com antecipação do B10, em março deste ano, tivemos um recorde de produção e deixamos de importar e usar 5,5 bilhões de litros de diesel fóssil.

A definição pelo Conselho Nacional de Política Energética da evolução da mistura obrigatória de biodiesel até 2023 nos dá uma previsibilidade inédita. Já no ano que vem, teremos 11% de biodiesel a partir de junho.

Outra conquista foi a regulamentação do RenovaBio, com definição de metas para redução de gases de efeito estufa, o que vai estimular o uso cada vez maior de biocombustíveis, melhorando a qualidade do ar e contribuindo para o combate ao aquecimento global.

Ou seja, o ano novo chega com uma matriz de combustíveis cada vez mais limpa.

A Ubrabio agradece aos associados e agentes públicos e privados pela parceria, desejando um 2019 também de muitas conquistas para continuar renovando as energias do País!