O senador Valdir Raupp (PMDB-RO) defendeu, nesta segunda-feira (17), oaumento imediato, de 5% para 7%, da proporção de biodiesel presente no óleo diesel comercializado no Brasil. O senador destacou que o maior consumo de biodiesel teria influência positiva na geração de empregos, na inclusão social, no estímulo à indústria de oleaginosas e na balança comercial brasileira.

– Como se não bastasse o biodiesel, ainda é extremamente benéfico ao meio ambiente, porque a sua queima produz menos gases de efeito estufa, contribuindo para reduzir a poluição e o aquecimento global – observou.

Raupp lamentou que o uso de biodiesel esteja estagnado no país. Segundo ele, o Brasil é capaz de produzir 7 bilhões de litro por ano, mas só produz 2,8 bilhões em virtude do marco regulatório do setor, que estabelece o limite de 5% de adição de biodiesel ao óleo diesel.

– Isso não faz o menor sentido. Trata-se de uma determinação ultrapassada e que precisa ser mudada o quanto antes porque está prejudicando o Brasil que continua importando óleo diesel e exportando grão de soja sem beneficiamento – disse.

O senador afirmou que o uso da soja pode agregar valor à cadeia produtiva do biodiesel, já que o esmagamento do grão resulta em farelo que também pode ser exportado. Ele citou estudo da Fundação Getúlio Vargas que prevê que, com o biodiesel, o Brasil poderá exportar, em 2020, 28 milhões de toneladas de farelo de soja.

Raupp afirmou que o Brasil precisa utilizar seu potencial produtivo de biodiesel para incrementar a economia nacional e destacou a urgência da mudança no marco regulatório para autorizar, ainda neste não, a elevação do percentual de biodiesel no óleo diesel para 7%.

– Isso é emergencial! Num segundo momento, talvez em 2016, elevaríamos esse percentual para 10% até que, em 2020, chegássemos ao nível de 20%. Essa é uma meta plenamente factível – afirmou.

Em aparte, o senador Cassildo Maldaner apoiou o pronunciamento de Raupp, destacando que a poluição nas cidades está cada vez maior.

 Clique aqui para assistir na integra o promunciamento do senador Valdir Raupp. Via TV Senado

print