imprimir

AUTORES: Iane Michelle de Souza Soares (UFU/IQ, iane_michelle32@hotmail.com), Maíra Martins Franco (UFU, mairafranco.mel@gmail.com), Waldomiro Borges Neto (UFU/IQ, tagowbn@gmail.com), Douglas Queiroz Santos (UFU/ESTES, douglas@ufu.br), Lucas Caixeta Gontijo (IFG, quilucas10@gmail.com)

RESUMO: Para evitar a oxidação em biodiesel e outros combustíveis tem-se usado antioxidantes sintéticos. Infelizmente, a maioria desses antioxidantes apresenta uma baixa biodegradabilidade, são tóxicos, e possuem valores comerciais elevados (DE SOUSA et al., 2014). Uma alternativa seria o uso de antioxidantes naturais, devido à possibilidade de um produto natural ser um aditivo multifuncional atuando na melhoria de mais de uma propriedade físico-química do biodiesel (RASHEDUL et al., 2014). DAOUD et al. (2015) mostrou que o pólen de palma é rico em compostos fenólicos e de flavonóides, o que poderia ser o principal contribuinte para as suas propriedades antioxidantes.

Trabalho Apresentado no 6° Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel e 9º Congresso Brasileiro de Plantas Oleaginosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel.

Trabalho completo: Livro 2, p. 827