imprimir

AUTORES: Monique da Silva dos Santos (EQ/UFRJ, monique.dsds@gmail.com), Donato Alexandre Gomes Aranda (EQ/UFRJ, donato@eq.ufrj.br), Carlos Alberto Nunes Cosenza (PEP-COPPE/UFRJ, cosenza@pep.ufrj.br)

RESUMO: Para fomentar o uso de biodiesel no Brasil é imprescindível avaliar a localização das usinas produtoras a fim de verificar as condições oferecidas para essa atividade industrial. Desenvolver um modelo que permita identificar fatores ofertados de maneira inadequada e insuficiente é o primeiro passo para que o governo, os produtores e demais interessados se mobilizem em prol da solução dos gargalos e melhoria do setor.Com o objetivo de contribuir nesse sentido, este trabalho apresenta uma adaptação do Modelo Fuzzy de Análise Hierárquica COPPE-COSENZA para o contexto de avaliação de localização industrial. Este modelo foi aplicado há cerca de 13 anos em um projeto de grande porte e complexidade denominado Projeto Biodiesel Brasileiro,solicitado pela Casa Civil da Presidência da República, pelo Ministério de Minas e Energia e pela Petrobras. Uma equipe da COPPE/UFRJ, sob a coordenação do Professor Carlos Alberto Nunes Cosenza, foi a responsável pelo trabalho, que consistiu em mapear áreas potenciais para a implantação de polos de produção de biodiesel no país. O objetivo final era localizar e dimensionar as usinas. O projeto serviu de base para a implementação do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel. É importante enfatizar que o presente trabalho adaptou o modelo fuzzy para percorrer o caminho inverso:uma vez que as usinas de biodiesel já estão localizadas no país e em operação, a finalidade é averiguar as características territoriais, favoráveis ou não, para o seu funcionamento.

Trabalho Apresentado no 6° Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel e 9º Congresso Brasileiro de Plantas Oleaginosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel.

Trabalho completo: Livro 2, p. 799