A Basf vai aumentar a capacidade de produção de sua fábrica de metilato de sódio em Guaratinguetá (SP). Em nota, a empresa explica que o insumo é empregado como catalisador na produção e uso de biodiesel, atendendo a requisitos de fabricantes de motores quanto a combustíveis de alta qualidade e menos emissões de poluentes.

A capacidade nominal aumentará 30%, passando das atuais 60 mil toneladas métricas para 80 mil toneladas métricas. A ampliação da unidade será concluída em 2020. A Basf não informou o valor a ser investido.

A expansão permitirá à empresa atender à demanda crescente dos clientes da matéria-prima da região. “O Brasil é um mercado importante e significativo para o biodiesel e os catalisadores correspondentes. As demandas e exigências dos clientes evoluíram para atender à estratégia ambiental e econômica do País, apoiando a agricultura local e a produção de biocombustíveis”, informou a empresa na nota.

“Investiremos para poder acompanhar o rápido crescimento de nossos clientes e dar suporte às suas necessidades futuras”, disse no comunicado o vice-presidente de Químicos Industriais da Basf para a América do Sul, Alejandro Heine.

Fonte: Estadão Conteúdo

print