imprimir

AUTORES: Fabrício Rivelli Mesquita (CMULTI/UFAC, fabriciorivelli@hotmail.com), Francisco Vaniclei Araújo da Silva (CMULTI0UFAC, vanicleidasilva@gmail.com) Ingrid Loraine Rocha Ribeiro (CMULTI/UFAC, ingridl.ribeiro@hotmail.com), Otávio Augusto Silva Ribeiro (CMULTI/UFAC, oribeiroea@gmail.com), William Ferreira Alves (CMULTI/UFAC, wfa23@yahoo.com.br), Diego Flausino Brasileiro (DQI/UFLA, d_flausino@yahoo.com.br).

RESUMO: No sudoeste da Amazônia brasileira, localiza-se o Vale do Juruá (Acre), apresenta uma densa floresta com uma diversidade maior que as demais regiões da Amazônia Continental. Esta diversidade permitiu que os moradores da floresta desenvolvessem, durante muitos anos, pesquisas empíricas através da exploração de propriedades farmacológicas da flora e fauna local, comprovando que esta riqueza pode ser aproveitada nas mais variadas áreas tecnológicas. Os óleos essenciais e as manteigas extraídos da flora Amazônica são produtos que proporcionam um grande potencial extrativista para o comércio e a indústria. Estes apresentam ricas propriedades em sua composição química e uma variedade de aplicações no mercado, como cosméticos, fitocosméticos, dentre outras. Os óleos essenciais e manteigas são misturas complexas de substâncias voláteis (aroma e sabores característicos). Na temperatura ambiente apresentam-se respectivamente como líquidos oleosos de alta volatilidade e pastosos com alta viscosidade, na maioria dos casos, incolores ou ligeiramente amarelados (SIMÕES et al., 1999). Os resíduos originados da extração desses óleos nem sempre são utilizados, sendo na maioria das vezes descartados de maneira erronia, uma vez que os frutos utilizados para extração são comestíveis. A utilização dos resíduos ou tortas do Bacuri e do Tucumã, na alimentação animal tem despertado o interesse dos produtores de bovinos da região, que na maioria dos casos fornecem este alimento aos animais mesmo sem saber informações básicas sobre sua composição nutricional. Este trabalho teve por objetivo determinar as características bromatológicas das tortas do bacuri e tucumã, com pretensão na sua utilização na alimentação animal.

Trabalho Apresentado no 6° Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel e 9º Congresso Brasileiro de Plantas Oleaginosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel.

Trabalho completo: Livro 2, p. 929