imprimir

AUTORES: Ana Paula Borges Barbosa (FAE/UNEMAT, ana.borges@hotmail.com), Cristiane Mesquita da Silva Gorgônio (EQ/UFRJ, tianemsilva@yahoo.com.br), Donato Alexandre Gomes Aranda (EQ/UFRJ, donato.aranda@gmail.com), Jussara de Araújo Gonçalves (FAE/UNEMAT, jussara.quimica@unemat.br).

RESUMO: As dificuldades na questão energética em razão do progressivo esgotamento das fontes de combustíveis fósseis têm acarretado a busca de fontes de energia alternativas,renováveis e ambientalmente corretas, destacando-se nesse cenário o biodiesel, com grande importância no mercado mundial (GOMES, 2009).O desafio atual no cenário de viabilidade de produção de biodiesel tem sido o preço das matérias-primas.

A soja, oleaginosa mais utilizada para produção do biodiesel, ainda representa cerca de 80% de custo de produção. Na tentativa de driblar essa adversidade, os resíduos podem ser uma alternativa economicamente viável para produção de biodiesel (LEVY, 2011).Nessa perspectiva, a presente proposta de trabalho visa pesquisar alternativas para matérias-primas mais baratas que as que vêm sendo utilizadas. Por isso, foi selecionada a borra ácida de soja, potencial alternativa para fabricação do biodiesel, em razão do volume descartado, devido à grande importância comercial que os produtos geradores desta escória vêm adquirindo no mercado nacional e/ou internacional, e por apresentar custo menos elevado.

Trabalho Apresentado no 6° Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel e 9º Congresso Brasileiro de Plantas Oleaginosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel.

Trabalho completo: Livro 1, p. 441