A ampliação da mistura obrigatória de biodiesel no diesel – que hoje é de 10% vem sendo discutida pelo Ministério de Minas e Energia com maior frequência após a crise deflagrada em maio por conta da greve dos caminhoneiros.  Em reunião com o ministro Moreira Franco, a União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio) defendeu a ampliação do biocombustível para 11% já em março do ano que vem. O diretor da Ubrabio, Donizete Tokarski, diz que a substituição de parcela do diesel fóssil por um combustível sustentável traz uma série de benefícios sociais e ambientais para o país. Ouça mais detalhes na reportagem de Paula Groba, da Rádio Senado.

Fonte: Rádio Senado

print