Reunidos em São Paulo na última semana (20/06), os membros do Conselho Superior da Ubrabio e representantes das associadas definiram os pleitos prioritários a serem trabalhados em 2018. Entre eles está o aumento da mistura obrigatória de biodiesel para B11 em março do ano que vem e a previsibilidade de avanço até B15 nos próximos anos.

A reunião também foi marcada pela entrada de novos associados para colaborar com o trabalho que vem sendo desenvolvido pela Ubrabio e aumentando a representatividade da associação que engloba todos os elos da cadeia produtiva de biodiesel e bioquerosene.

Por se tratar de uma entidade plural, a Ubrabio conta com 24 membros, entre produtores de biodiesel, indústrias de processamento, insumos, equipamentos, co-produtos, consumidores, tecnologias e certificação, entre outros.

Durante o encontro, foi discutida a viabilidade e necessidade de o país avançar no uso de biocombustíveis, para diversificar sua matriz de combustíveis e garantir segurança energética, evitando desabastecimentos como o ocorrido recentemente, por conta da dependência de diesel fóssil.

A entrada em vigor do percentual de 11% de biodiesel no diesel fóssil comercializado no Brasil (B11), em março de 2019, foi definida como principal demanda pela Ubrabio. A questão foi consenso entre os membros do Conselho Superior, que destacaram o recorde de comercialização de biodiesel no último leilão (L61).

“O L61 deixou claro que o país está pronto para o avanço da mistura. Foram arrematados mais de um bilhão de litros do biocombustível, o maior volume já comercializado no país”, destacou Juan Diego Ferrés, presidente do Conselho Superior da Ubrabio.

Os associados também apontaram a necessidade de uma resolução do Conselho Nacional da Política Energética (CNPE) estabelecendo cronograma para evolução da adição de biodiesel em 1% ao ano, para que se alcance o B15 em 2023.

Outro ponto de destaque na assembleia que contou com ampla participação do setor foi a regulamentação do RenovaBio e seu impacto no setor de biocombustíveis.

print