AUTORES: José Sebastião Cidreira Vieira (EQ-UFRJ/IFMA-Campus Zé Doca, sebastiaocidreira@ifma.edu.br), Adel Bakkour (IQ/UFRJ, adelbakkour9@gmail.com), Bruno Bezerra Macedo (IMA-UFRJ, brunobezerramacedo88@hotmail.com), Ana Lúcia de Lima (IQ/UFRJ, quimicaanalucialima@gmail.com), CéliaMachado Ronconi (IQ/UFF, cmronconi@id.uff.br), Cláudio José de Araújo Mota (IQ e EQ/UFRJ, cmota@iq.ufrj.br)

RESUMO: O Brasil apresenta grande potencial para a produção de energias renováveis. A produção de biodiesel em larga escala está atrelada diretamente ao controle suas propriedades visando atender os padrões de qualidade deste insumo energético. O principal empecilho que dificulta aplicação do biodiesel é sua instabilidade à oxidação. A instabilidade oxidativa exerce forte influência na qualidade do biodiesel principalmente em decorrência de longos períodos de armazenamento. O biodiesel é susceptível à degradação oxidativa e microbiana ao longo de seu processamento. Ela pode provocar graves
consequências para os motores de combustão interna dos automóveis e para o mercado consumidor. A resistência oxidativa do biodiesel não é ocasionada somente pela presença do ar e da luz, mas também, devido a inúmeros fatores até inclusive a composição química, as condições de armazenamento e sua sensibilidade de reagir com o oxigênio ligado ao combustível com o ar atmosférico. Na literatura encontraram-se artigos sobre a estabilidade oxidativa do biodiesel de dendê, do pinhão manso, do babaçu. Por outro lado, não se encontrou referências do período de indução e caracterização do biodiesel obtido a partir do óleo de castanha do Pará (Bertholletia excelsa). Assim, neste estudo primou-se pela investigação da capacidade à oxidação e armazenamento deste biodiesel ao longo de 8 meses. Dentre os impactos negativos resultantes da instabilidade oxidativa do biodiesel destacam-se a elevação na viscosidade cinemática, elevada acidez e a formação de compostos poliméricos. A oxidação
é um aspecto relevante no ciclo existencial do biodiesel e sua produção em larga escala depende diretamente do controle de seus parâmetros de controle de qualidade.

Trabalho Apresentado no 6° Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel e 9º Congresso Brasileiro de Plantas Oleaginosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel.

Trabalho completo: Livro 2, p. 765

print