AUTORES: Antonio Carlos Sales Vasconcelos (DEE/IFMA, acarsv@ifma.edu.br), Jomar Sales Vasconcelos (DEE/IFMA,jomar@ifma.edu.br), Adeilton Pereira Maciel (NCCA/UFMA, adeilton@ufma.br).

RESUMO: A produção de biodiesel no Brasil já está consolidada e faz parte da matriz energética do país
continuando em ascensão no mercado energias alternativas. Vários pesquisadores trabalham para aperfeiçoar o processo de produção do biodiesel variando o tempo de reação, a quantidade do catalisador e a melhor relação de óleo:álcool. Estas pesquisas visam obter as melhores formas de transformar o óleo em ésteres. A transesterificação é um dos processos de produção do biodiesel o qual foi otimizado pelo método de Delineamento Composto Central Rotacional (DCCR) que encontrou boas condições da reação para obter uma maior quantidade de ésteres em relação à glicerina. Na rotina de produção de uma planta industrial, as variações que ocorrem no inicio do processo em batelada, somente serão avaliadas ao final do processo. O dispositivo proposto visa monitorar a reação de transesteificação em tempo real permitindo uma tomada de decisão antecipada e assim, garantir a qualidade do produto otimizando o consumo de energia elétrica empregado na produção. Por outro lado, acompanhar a reação permitirá o desdobramento de novas pesquisas para conhecer que variáveis desconhecidas fazem parte do processo.

Trabalho Apresentado no 6° Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel e 9º Congresso Brasileiro de Plantas Oleaginosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel.

Trabalho completo: Livro 2, p. 755

print