Pensando nas sinergias potenciais entre os diferentes processos produtivos e nos benefícios ambientais e econômicos de tal integração, as atividades indústrias passam a ser vistas como parte de um ecossistema, onde resíduos de uma atividade servem como matéria-prima para outra. Essa linha de raciocínio ajudou o pesquisador da Embrapa Agroenergia Gilmar Souza e a bacharel em agronegócio e colaboradora da Unidade Sued Caldas escreveram o comunicado técnico intitulado “A ecologia industrial e a sua aplicação na Agroenergia”, publicado este ano.

O documento foi elaborado a partir do anseio de divulgar e chamar a atenção para a importância do tema que, além de ser uma tendência mundial, está alinhado aos objetivos estratégicos da Embrapa Agroenergia, salienta o pesquisador.

Para elaboração do comunicado técnico, os autores tomaram como referência estudos de pesquisadores dos Estados Unidos e União Europeia, regiões em que o tema vem sendo discutido mais fortemente. A partir de então, o esforço se concentrou na aplicação prática dos fundamentos da Ecologia Industrial ao contexto brasileiro. “Nosso foco de estudo foi direcionado as usinas de cana-de-açúcar e de biodiesel que utilizam diversos processos industriais”, explicou Gilmar Souza. Essas usinas visam usar de forma mais eficiente a biomassa gerando coprodutos que são reutilizados como insumos, dentro do conceito de economia circular ou “cradle-to-cradle”, salientou o pesquisador.

A ideia central é basear-se na Ecologia e aplicar o princípio de conservação de massas de Lavoisier, “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”, ao setor industrial. A agroenergia no contexto da Ecologia Industrial trabalha, portanto, com o conceito de ciclo fechado e busca promover o aproveitamento integral da biomassa. O comunicado técnico está baseado na análise da Ecologia Industrial como uma ferramenta de gestão ambiental que permite o fluxo eficiente de energia e matéria-prima em todo o processo produtivo e reduz significativamente a disposição de resíduos industriais no meio ambiente.

O documento publicado pela Embrapa pretende justamente chamar a atenção do setor industrial para o tema ainda pouco discutido no Brasil. Destacando que, dentre os principais resultados práticos da Ecologia Industrial na agroenergia encontram-se a redução de custos e as contribuições para a sustentabilidade ambiental e preservação do meio ambiente. Benefícios tanto ambientais quanto econômicos que podem subsidiar a toma de decisão e orientar os objetivos estratégicos das empresas. O documento está disponível no link: http://migre.me/nq2I2 no site da Embrapa Agroenergia (www.embrapa.br/agroenergia) na parte de publicações.


print