imprimir

A União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio) enviou ofícios aos candidatos à presidência da República solicitando a inclusão, nos Planos de Governo, de estratégias para a evolução e fortalecimento dos biocombustíveis no Brasil.

Os documentos endereçados a Álvaro Dias, Ciro Gomes, Geraldo Alckmin, Henrique Meirelles, Jair Bolsonaro, Manuela D’Ávila e Marina Silva incluem quatro sugestões:

  1. continuidade da evolução, gradativa e com previsibilidade, por meio do qual os biocombustíveis possam trilhar uma trajetória de crescimento com segurança e, assim, permitir ao país usufruir dos benefícios econômicos, sociais e ambientais a partir da evolução do uso do Biodiesel por meio do incremento de 1% a.a na mistura obrigatória com o diesel (B11 em 2019 e, sucessivamente, até B20 em 2028);
  2. implementação escalonada do Uso Voluntário, também previsto no Marco Regulatório atual, de 20% de Biodiesel ao Diesel (B20) no Transporte Público, priorizando as 100 maiores cidades, que sofrem mais diretamente com os efeitos danosos da poluição;
  3. implementação de Racionalidade Tributária ao longo da cadeia de produção, com ênfase na agregação de valor e competitividade que permitam mitigar o “Custo Brasil” e viabilizar exportações tanto de óleos vegetais como de biocombustíveis e, assim, potencializar a inserção no mercado internacional;
  4. construção de Política Pública que induza o surgimento de um novo setor – a cadeia de Bioquerosene de Aviação e Produtos Químicos Renováveis (Biorrefinarias) como vetor de desenvolvimento regional sustentável, capacitando o Brasil para se tornar um dos líderes neste segmento à semelhança do etanol e do biodiesel.

Confira o documento na íntegra clicando aqui