A antecipação para julho deste ano da mistura obrigatória de 9% de biodiesel no diesel comercializado no Brasil foi uma das pautas da 29ª Reunião Ordinária da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Oleaginosas e Biodiesel (CSOB), realizada no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), nesta quinta-feira (23/03).

Vinculada ao MAPA, a CSOB têm por finalidade propor, apoiar e acompanhar ações para o desenvolvimento das atividades das cadeias produtivas do agronegócio brasileiro relacionadas ao biodiesel, e é composta por representantes de entidades públicas e privadas.

Durante o encontro, tanto governo quanto iniciativa privada manifestaram-se favoráveis ao aumento da mistura, tendo em vista a disponibilidade de matéria-prima e a necessidade de agregação de valor à produção agrícola e geração de empregos.

A mistura de biodiesel em vigor atualmente é de 8%, o chamado B8. Mas devido à queda no consumo de combustíveis, a indústria vem sofrendo com grande ociosidade. O aumento para B9 ainda em 2017 é apontado pelo setor como uma oportunidade para que o país reduza sua dependência de diesel fóssil importado e estimule a indústria nacional.

O presidente da CSOB e vice-presidente da Ubrabio (União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene), Pedro Granja, conta as conclusões da reunião em mais uma edição da série Ubrabio Comenta. Confira:

Clique aqui e compartilhe


Leia também

Mesa de Abastecimento de Biodiesel realiza 2ª reunião

Diesel passa a ter 8% de biodiesel; Ubrabio defende antecipação do B9

Brasil já importou quase 2 bilhões de litros de diesel em 2017


print