Universidade inaugura pontos de recebimento de resíduos para reciclagem

O que fazer com o óleo que sobra na cozinha, após a fritura de alimentos? É correto despejá-lo no ralo da pia ou guardá-lo para usar depois? É possível reaproveitá-lo sem danificar o meio ambiente?

Essas questões serão debatidas na mesa redonda “Descarte de Óleo Vegetal Residual de Fritura – Problemática, Desafios e Oportunidades” que acontece a partir das 9h desta terça-feira (27/09), no Auditório Leopoldo Amaral, no 6º andar da Escola Politécnica da UFBA, no campus da Federação.

A atividade é uma parceria entre o Projeto Biodiesel UFBA e a Coordenação de Meio Ambiente da Superintendência de Infraestrutura e Meio Ambiente da Universidade.

Os especialistas convidados vão debater sobre a importância do descarte ambientalmente adequado e abordar as iniciativas da Universidade no combate à poluição por meio do reaproveitamento do óleo vegetal para produção de biocombustível.

No evento, também acontecerá a inauguração de pontos para recebimento de resíduos de óleo vegetal, na Escola Politécnica e em mais seis locais espalhados pelos diversos campi da UFBA em Salvador.

Os pontos de coleta estarão aptos a receber doações da comunidade acadêmica e da cidade de Salvador, oferecendo uma alternativa para o descarte correto do material, que será encaminhado para reciclagem e transformação em biodiesel.

Programação:

9h – Abertura

9h30 – Resíduos de óleo vegetal – potencial de poluição e reaproveitamento – a experiência do Projeto Biodiesel UFBA – professor Enildo Andrade Torres

10h30 – PROVER – Programa de Reciclagem de Óleo Vegetal Residual da UFBA – Engenheira Carina Oliveira

11h – Inauguração de pontos de recebimento de resíduos de óleo vegetal na UFBA.

Leia também

Descarte inadequado de óleo de cozinha provoca prejuízos

Sarney Filho pretende incorporar biodiesel à agenda climática

Brasília vai produzir biodiesel com óleo de fritura

Projetos estimulam a transformação de óleo de fritura em biodiesel


print