O Brasil é um país fértil na produção de frutas tropicais como acerola, seriguela, jambolão e mangaba de óleos vegetais que são ricas em biomoléculas. Desenvolver estudos sobre Extração e purificação de biomoléculas de interesse industrial é o objetivo do projeto de pesquisa do doutor em Engenharia de Alimentos, Álvaro Silva Lima, que concorreu ao edital do Programa de Apoio a Núcleos Emergentes (Pronem) para captação de recursos. O Pronem é desenvolvido pelo Governo de Sergipe, através da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec/SE), em parceria com o CNPq.

As biomoléculas são compostos químicos orgânicos que ocorrem naturalmente em organismos vivos, e são constituídos principalmente por carbono e hidrogênio. Segundo o pesquisador Álvaro Silva, dentre as diversas biomoléculas existentes, o projeto estudará os lipídios presentes na borra do café, antioxidantes, carotenos e compostos fenólicos presentes em frutas tropicais e as enzimas, pois são compostos de interesse para a produção de biodiesel.

“O que nós fazemos é utilizar diferentes técnicas para extrair biomoléculas de interesse para as indústrias de biodiesel, farmacêutica e alimentos. Nós extraímos essas biomoléculas e purificamos porque quando ela é extraída tem além da biomolécula de interesse, várias outras presentes. Além disso, nós aplicamos uma tecnologia para separar que é a biomolécula de interesse daquilo que não é a biomolécula de interesse”, explica Álvaro como ocorre o processo de extração.

Ainda segundo Álvaro Silva, os compostos estudados apresentam grande interesse para a indústria de produção de biodiesel por causa da obtenção de óleos vegetais. Já a produção de enzimas lipolíticas, podem ter compostos de interesse como os aromas para a indústria farmacêutica, cosmética e de alimentos como os antioxidantes. E os compostos fenólicos e carotenoides são úteis no desenvolvimento de medicamentos, produtos antienvelhecimentos, anticâncer, dentre outros elementos funcionais.

Equipe

A equipe é composta por pesquisadores de diversas instituições de pesquisa que vem atuando em projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação. A equipe conta com pesquisadores da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Tiradentes (Unit) e Universidade de Avieiro em Portugal.


print