Goergen afirmou que o parecer dos técnicos da Fazenda apresentado à presidente Dilma Rousseff adiou a decisão do governo, `pois a área econômica é favorável à importação do óleo diesel e exportação do óleo de soja`. Segundo ele, o novo marco regulatório proposto pelo Ministério das Minas e Energia eleva a mistura para 7% de biocombustível ao diesel fóssil neste ano e para 10% em 2020, `mas o secretário Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis, Marco Antonio Almeida Martins, pediu até agosto para voltar a conversar sobre o assunto, porque o Ministério da Fazenda iria analisar os possíveis cenários`.


print