O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) por meio da Secretaria da Agricultura Familiar (SAF) divulgou nesta segunda-feira (15) o resultado da Chamada Pública de Projetos para entidades privadas sem fins lucrativos, que atuam em áreas de desenvolvimento rural e/ou inclusão social.  O projeto do Instituto Mercadológico das Américas (IMA), com sede em Brasília, foi o selecionado. A instituição vai realizar o diagnóstico e o mapeamento de comunidades e estabelecimentos da agricultura familiar da região Norte do Brasil para prospecção de arranjos produtivos com a cultura da palma de óleo.

O projeto selecionado na chamada pública vai beneficiar agricultores e agricultoras familiares de 18 municípios dos estados do Acre, Pará e Rondônia. Os beneficiários serão informados sobre a cultura da palma de óleo e também sobre o Programa de Produção Sustentável de Palma de Óleo no Brasil.

O coordenador de Biocombustíveis do MDA, Marco Antônio Viana Leite, avalia que o projeto selecionado será a porta de entrada da agricultura familiar na cadeia produtiva da Palma de Óleo no Brasil. “O objetivo é avançar e inserir essa parte da agricultura familiar que encontra-se excluída no processo produtivo de fato, e a partir da produção de biodiesel garantir mais renda para essas famílias”, destaca.

A meta é identificar agricultores e agricultoras familiares com forte potencial de produção da matéria prima situados em áreas zoneadas para produção da cultura da palma de óleo (dendê) e, partir desse diagnóstico e mapeamento, possibilitar a parceria com as empresas produtoras de biodiesel, com o apoio do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB) do MDA.

O uso da palma de óleo na produção de biocombustíveis foi definido a partir do lançamento do Programa específico para a cultura, em 2010, pelo Governo Federal.

MDA

print