A Embrapa Agroenergia terá um complexo de usinas-piloto em sua nova sede, localizada no Distrito Federal. A ideia é usar os equipamentos para desenvolver novos procedimentos em diversas áreas industriais, entre elas, o setor de Biodiesel. O complexo deve ocupar uma área de cerca de 380 m² e vai receber cerca de R$ 5 milhões em investimentos.

Entre os primeiros projetos de pesquisa que serão desenvolvidos está a produção de Biodiesel por meio da rota etílica. Segundo a Embrapa, os testes devem começar ainda este ano.

Uma usina-piloto é uma versão em miniatura de uma unidade industrial. Isso possibilita testes com custos bem reduzidos em relação aos experimentos desenvolvidos em uma planta industrial de verdade. Ainda de acordo com a Embrapa, o desafio agora é a aquisição dos equipamentos em versões menores, já que os fornecedores trabalham apenas com as máquinas em tamanho real.

Assessoria de Comunicação Social – Ubrabio

Fonte: Embrapa Agroenergia e BiodieselBr

print