O engenheiro Thiago Barral Ferreira, de 35 anos, foi eleito e tomou posse como presidente da estatal Empresa de Pesquisa Energética (EPE), onde atuava até então como diretor de estudos econômico-energéticos e ambientais, segundo despacho do Ministério de Minas e Energia no Diário Oficial da União desta segunda-feira (4).

De acordo com a publicação, Barral foi eleito para presidir a EPE em reunião do Conselho de Administração da estatal em 1° de fevereiro e empossado no mesmo dia, com mandato até 1° de fevereiro de 2020.

Antes da nomeação, a EPE era comandada por Reive Barros, que deixou o cargo após ser escolhido como novo secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia.

Vinculada ao ministério, a EPE é responsável por realizar estudos sobre o planejamento de longo prazo do setor de energia elétrica, petróleo, gás natural e biocombustíveis. A estatal foi criada em 2004.

Natural do Rio de Janeiro, Barral é bacharel em engenharia civil pela Universidade de Juiz de Fora e mestre em Recursos Hídricos e Meio Ambiente pela Universidade do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ). Possui também pós-graduação em administração pública pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Barral é o primeiro presidente a ter ingressado na empresa por concurso público. Funcionário de carreira, Barral ingressou em 2007 como analista de pesquisa energética, foi superintendente adjunto, superintendente de projetos de geração e, há um ano, vinha atuando como diretor de estudos econômico-energéticos e ambientais.

Fonte: Reuters

print