imprimir

A Biotecnologia Industrial, que utiliza principalmente enzimas e microrganismos para aprimorar os processos industriais por meios sustentáveis, é tema de debate na 4ª edição do Encontro de Pesquisa e Inovação da Embrapa Agroenergia (EnPI 2017). O evento trata principalmente da aplicação da biotecnologia nos segmentos de cosméticos e de nutrição animal, e acontece a partir de segunda (25) até quarta-feira (27), na sede da Embrapa, em Brasília/DF.

Mesas-redondas sobre como a Biotecnologia Industrial é efetiva na nutrição animal e na área de cosméticos farão parte do EnPI 2017. A pesquisadora da Embrapa Agroenergia, Patrícia Abrão de Oliveira, explica que algumas linhas de pesquisa na Unidade permitem a geração de insumos para as áreas, e a expectativa é que o debate contribua para o fortalecimento desse trabalho.

Investir nesse segmento pode ser uma oportunidade para o desenvolvimento do Brasil, defende o presidente da Associação Brasileira de Biotecnologia Industrial (ABBI), Bernardo Silva. De acordo com Silva, estudos da ABBI apontam que o setor poderia injetar na economia brasileira aproximadamente US$ 53 milhões, com a maior produção de biocombustíveis, além de novos bioquímicos e bioprodutos.

O evento contará também com a apresentação de pôsteres de mais de 20 pesquisas em desenvolvimento nos laboratórios da Embrapa Agroenergia. Os temas dos trabalhos são alinhados às linhas de pesquisa da instituição, nas áreas de Agroenergia, Biotecnologia, Química e Tecnologia de Biomassa, entre outros assuntos.

O EnPI 2017 é realizado pela Embrapa Agroenergia e conta com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Distrito Federal (FAP/DF) e da União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio). As mesas-redondas e sessões de pôsteres serão realizadas no Bloco D da Embrapa-Sede.

O evento também será transmitido ao vivo pelo canal da Embrapa no YouTube.

Acompanhe em: https://www.youtube.com/Embrapa.