Evento realizado em Natal (RN) reúne pesquisadores do cultivo das microalgas para produção de biodiesel

Técnicas de cultivo e uso de microalgas serão tema de palestras e discussões de alto nível com pesquisadores no 3° Simpósio Brasileiro do Potencial Energético das Microalgas, que será realizado entre os dias 16 e 18 de novembro em Natal (RN). O Simpósio é uma referência no intercâmbio de conhecimentos da comunidade científica nacional e internacional e na busca pela aplicabilidade eficiente do cultivo de microalgas visando à produção de biodiesel. O evento é realizado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e conta com a parceria do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) por meio da Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SETEC).

Representando o MCTI, estará o coordenador de Ações Desenvolvimento Energético, Rafael Menezes, que participará da mesa redonda de Políticas Públicas do Biodiesel no Brasil, na área de fomento à pesquisa.

Além do coordenador do MCTI, entre as presenças confirmadas estão o Dr. Sammy Boussiba, pesquisador da Ben Gurion University of the Negev, Israel. Sua palestra será sobre Cultivo de Microalgas no Deserto, experiência de destaque para o cultivo em áreas improdutivas. O simpósio terá ainda a presença da Dra. Luisa Gouveia, de Portugal, trazendo as inovações tecnológicas do cultivo de microalgas para produção de biodiesel na Europa, além de renomados cientistas brasileiros.

Serão proporcionados espaços para discussões sobre mercado, viabilidade e pesquisa com biodiesel produzido a partir de microalgas, renovação de conhecimentos, troca de experiências e posicionamentos frente aos novos desafios que se apresentam. O objetivo do Simpósio é ampliar os conhecimentos na área e os aspectos relacionados ao meio ambiente, de forma a auxiliar à comunidade científica e os formuladores de políticas públicas na tomada de decisões relacionadas aos biocombustíveis.

As edições anteriores foram realizadas em 2009 e 2012, coordenados por uma equipe de pesquisadores da UFRN.

É necessário se cadastrar para participar pelo link http://algasenergia.com.br.


print