A Bianchini segue firme na consolidação de sua parceira com o agricultor familiar. Hoje (3) a empresa recebeu um novo grupo de agricultores em sua unidade de Canoas- RS que vieram conhecer suas instalações industriais de esmagamento de soja e o processo de produção de biodiesel.

Procedentes de Chapada, Santa Bárbara do Sul, Cruz Alta, Santo Augusto, Coronel Bicaco e Palmeira das Missões, esses agricultores puderam conhecer melhor o padrão de qualidade da soja, os defeitos que podem ser reduzidos com boas práticas agrícolas e como é feita a classificação durante o recebimento.

O evento contou a presença da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Sul – Fetag – RS,dos sindicatos dos trabalhadores e trabalhadoras na agricultura familiar dos municípios de Coronel Bicaco, Chapada e Santa Bárbara.

Devidamente orientados sobre os procedimentos de segurança e uso de EPIs, eles puderam adentrar na fábrica e conhecer todas as etapas do processo, tanto de esmagamento de soja, quanto de produção e expedição de biodiesel, além de setores periféricos como os laboratórios de controle de qualidade, a geração de vapor, oficinas e o setor de expedição fluvial que faz o transporte de farelo de soja para o porto de Rio Grande, servindo-se da hidrovia da Lagoa dos Patos. Cada fase industrial foi explicada por um profissional da empresa responsável por aquela etapa.

Ao fim, após um pequeno debate sobre questões e dúvidas levantadas pelos convidados, o evento foi finalizado com um almoço no próprio restaurante da empresa.

Este foi o sexto dia de fábrica para a agricultura familiar promovido pela empresa. O objetivo é que o agricultor conheça um pouco mais do caminho que a soja segue depois de sair de sua porteira. Além disto, o dia de fábrica busca consolidar a parceria com os agricultores – e nada mais adequado do que recebê-los em “casa”. Esta ação faz parte das iniciativas da empresa no âmbito do Selo Combustível Social.


print