A Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Agronegócio do Rio Grande do Sul promove nesta quarta-feira, 9 de novembro, a partir das 14 horas, em Porto Alegre, a primeira reunião da Câmara Temática da Agroenergia. Na oportunidade, serão instituídos três grupos de trabalho, do etanol, do biodiesel e do biogás, para dar início ao processo de organização dessas cadeias produtivas.

O coordenador técnico da Câmara Temática da Agroenergia, Valdecir Zonin, explica que a coordenação desses grupos de trabalho vai proporcionar a formação de um banco de informações das cadeias produtivas. O objetivo deste levantamento é auxiliar a Secretaria no direcionamento de políticas públicas e complementares às ações que o governo federal já vem realizando.

Além desses objetivos, os grupos vão poder dirimir os gargalos do setor. “Hoje, a soja é a principal cultura para a produção do biodiesel. Procuramos implementar novas alternativas a fim de aumentar a oferta de oleaginosas, a exemplo  do uso do óleo produzido a partir do caroço de algodão e até mesmo, sebo bovino, bastante usado na região Centro-Oeste do país”, acrescenta o coordenador.

Mais de 40 instituições envolvidas com a produção de agroenergia foram convidadas para reunião, como empresas de produção de energia, pesquisa, extensão rural, representantes de produtores, entre outras.

O Rio Grande do Sul é referência quando se trata de energias renováveis, com 25% da produção nacional de biodiesel. Em 2010, o estado produziu 576 milhões de litros e a expectativa é de que este ano a produção ultrapasse os 650 milhões de litros de biodiesel.

O coordenador-geral substituto de Agroenergia, João Abreu, participa do encontro e representará o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Inez de Podesta

print