imprimir

A União Brasileira do Biodiesel (Ubrabio) esteve presente na manhã desta terça-feira (25), na sede da Embrapa Agroenergia, em Brasília. À convite da empresa, os diretores Superintendente, Donizete Tokarski, e Executivo da Ubrabio, Sergio Beltrão, proferiram palestra sobre o cenário do Biodiesel hoje no Brasil. As explanações apresentaram aspectos da cadeia produtiva, logística, investimentos, saúde pública e a importância da soja na aceleração no crescimento do setor.

Sergio Beltrão falou sobre questões relacionadas às oleagionosas para a produção do Biodiesel, e afirmou: “A Embrapa Agroenergia pode contribuir muito para a diversificação da cadeia de matérias-primas.” O diretor superintendente da Ubrabio, Donizete Tokarski, destacou ainda aspectos defendidos pela Associação, como a fiscalização freqüente e um maior rigor na qualidade do Biodiesel junto a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e a força política do PNPB.

O evento marcou o início de uma série de atividades realizadas pela Embrapa Agroenergia no sentido de capacitar pesquisadores recém chegados à empresa. Os participantes puderam conhecer aspectos técnicos e políticos acerca da produção e comercialização do Biodiesel. Temas como o avanço da mistura B5 para B7 imediatamente B10 em 2014 e B20 em 2020, impulsionados pela elaboração de um novo Marco Regulatório para o setor, a inclusão social gerada pela produção deste biocombustível e o B20 Metropolitano também estiveram na pauta.

O Biodiesel é uma das plataformas definidas no Plano Nacional de Agroenergia (PNA) como foco de ação estratégica da Embrapa Agroenergia. Para o diretor geral da Embrapa Agroenergia, Manoel Teixeira Souza Jr., a Ubrabio contribui para aproximação no diálogo com a indústria do Biodiesel. “Nosso foco em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação pode colaborar para a solução de problemas do setor. Podemos identificar os gargalos encontrados na cadeia do Biodiesel e buscar soluções. O diálogo com a indústria é fundamental para este processo,” explica Manoel.

O próximo passo para estreitar o diálogo com as indústrias do setor será uma visita à associada da Ubrabio, Granol. Os técnicos e pesquisadores irão conhecer mais sobre a produção de Biodiesel na sede da empresa em Anápolis, na próxima segunda-feira (31).