O I Simpósio Nacional de Biorrefinarias acontece em Brasília nos dias 29 e 30 de setembro, no auditório da Embrapa Estudos e Capacitação, em Brasília, DF. O evento, de abrangência nacional, visa tornar-se um fórum periódico de discussão e troca de experiências, por meio da participação dos principais players comprometidos com as biorrefinarias e com tecnologias de suporte, destacando-se os segmentos bioenergético e químico.
A organização é da Embrapa Agroenergia, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com o apoio da Associação Brasileira de Química (ABQ) e da Sociedade Ibero-Americana para o Desenvolvimento das Biorrefinarias (SIADEB).
O Simpósio, que reunirá os principais especialistas brasileiros, tem por objetivos diagnosticar o setor, identificar desafios e propor soluções inovadoras para o que as biorrefinarias nacionais se tornem referencias mundiais.
Em sua primeira edição, o Simpósio busca diagnosticar o estado-da-arte e os desafios tecnológicos relacionados às biorrefinarias, “o que permitirá elaborar propostas técnicas e de estratégias público-privadas para alavancar os potenciais econômico e de sustentabilidade das mesmas, voltados para produção de energia e de produtos químicos renováveis”, explica o pesquisador da Embrapa Agroenergia, Silvio Vaz Júnior.
De acordo com o gerente de eventos da ABQ, Celso Fernandes, esse evento é uma oportunidade para que os profissionais que atuam nesta área encontrem mais um fórum de discussões e conhecimento. A ABQ realizou no ano passado um workshop sobre o tema, que teve grande repercussão, e sua diretoria ficou extremamente feliz ao receber o convite da Embrapa Agroenergia para participar do evento como parceira. “O setor dos ‘bios’ vem crescendo tanto em desenvolvimento quanto em atuação no mercado de forma avassaladora. Nos próximos dois anos teremos pelo menos mais três eventos na área de biorrefinarias”, completa Fernandes.
Os assuntos a ser abordados no I Simpósio Nacional de Biorrefinarias são: cenários nacionais e mundiais das biorrefinarias, importância da química verde para as biorrefinarias, esforços da Embrapa Agroenergia relacionados ao tema, potencial econômico das biorrefinarias, rotas tecnológicas, parcerias público-privadas, e minimização de impactos ambientais.
Já estão confirmadas as participações das empresas Braskem, Rhodia, Petrobras Biocombustível, Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), Associação Brasileira da Indústria Química (ABIQUIM), Raízen, Rhodia, entre outras.
print