A atividade faz parte de projeto de cooperação internacional entre os governos do Brasil e Colômbia para ampliação do conhecimento sobre a palma de óleo (dendê) como fonte de biomassa para produção de biocombustível.

Na programação, foi realizada na quarta-feira, 3, uma reunião técnica, no dia 3, entre os pesquisadores que trabalham com dendê na Embrapa Amazônia Ocidental e os pesquisadores da Corporação Colombiana de Investigação Agropecuária (Corpoica), como troca de experiências sobre as ações de pesquisa, desenvolvimento e inovação em cada uma das instituições. Os pesquisadores colombianos também visitaram os laboratórios de dendê e agroenergia (produção de sementes) e de cultura de tecidos da Embrapa, em Manaus.

O grupo de pesquisadores colombianos realiza, na quinta-feira, 4, visita técnica ao campo experimental da Embrapa no município de Rio Preto da Eva (AM), onde encontram-se os laboratórios de beneficiamento de sementes e agroenergia e as usinas de extração de óleo e biodiesel. Nesse dia, os pesquisadores colombianos também vão receber informações sobre os tratos culturais para dendeicultura e conhecer os bancos ativos de germoplasma (BAGs) de dendezeiro de origem africana (Elaeis guineensis) e o dendezeiro da região amazônica, chamado de caiaué (Elaeis oleifera), além de conhecer o plantio com a cultivar BRS-Manicoré, híbrido resultado do cruzamento entre essas duas espécies (dendê africano e caiaué).

O objetivo dessas visitas é o intercâmbio de experiências e a articulação sobre possibilidades de trabalhos conjuntos. As atividades fazem parte de projeto firmado em junho de 2010 entre a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) – Cooperação Técnica entre países em desenvolvimento (ABC-CTPD), a Corporação Colombiana de Investigação Agropecuária (Corpoica) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Esse projeto de cooperação tem a duração de dois anos e tem entre seus objetivos contribuir para a integração das redes de conhecimento, para fortalecer as capacidades nacionais de pesquisa, inovação e desenvolvimento tecnológico na obtenção de matérias-primas para a produção de biocombustíveis, além de aumentar a capacidade técnica da Colômbia, fazendo uso da bem-sucedida experiência do Brasil aplicada ao melhoramento dos sistemas de produção de óleo de dendezeiro

O pesquisador da Embrapa Amazônia Ocidental Wanderlei Lima, coordenador técnico da atividade no Amazonas, ressalta a importância desse intercâmbio internacional entre Brasil e Colômbia, pois ambos países tem experiência com o cultivo de dendezeiro e possuem condições de clima e solo com aptidão para o cultivo da palma.

O pesquisador Wanderlei Lima destaca ainda na experiência dos dois países, que a Embrapa é atualmente a única empresa pública no Brasil com programa de melhoramento genético e produção de sementes de dendezeiro e híbrido interespecífico e a Colômbia, por sua vez, é o quinto maior produtor mundial de óleo de palma.

A visita técnica dos pesquisadores da Corpoica no Brasil continuará na próxima semana, de 8 a 12 de agosto, no estado do Pará, com a Embrapa Amazônia Oriental, para visitas a áreas de cultivo comerciais e experimentais, sistemas de produção familiar e estabelecimento de contatos com técnicos da iniciativa privada envolvidos com produção de palma de óleo.

Portal do Agronegócio
print