imprimir

Nesta quarta-feira, 1º de junho, em São Paulo, o prefeito Luciano Ducci apresenta na Rede C40 – Large Cities Climate Leadership Group – a experiência de Curitiba no uso do biocombustível na frota do transporte coletivo e a expertise da capital do Paraná no sistema modelo para 83 cidades no mundo.

“Curitiba não para. Somos referência no sistema de transporte coletivo desde a década de 70, com os corredores exclusivos. Avançamos com os biarticulados e as estações tubos. E agora, estamos avançando mais ainda com os ligeirões, as linhas expressas, o uso do biocombustível, a renovação da frota de ônibus, entre outras novidades e medidas de impacto que vão melhorar o sistema de transporte coletivo”, disse o prefeito.

A palestra do prefeito de Curitiba – com o tema “corredores e ônibus de baixa emissão” – será às 15h30 no Sheraton São Paulo WTC Hotel, local do evento. O encontro, chamado de cúpula internacional de prefeitos reúne projetos sustentáveis de Nova York, Londres, Seul, entre outras grandes cidades do mundo.

Biobus
Curitiba, a cidade mais verde da América Latina – título conquistado neste ano pela capital do Paraná – é a única metrópole a contar com uma frota de ônibus do transporte coletivo operando exclusivamente com biocombustível. O B100 (100% bio) foi implantado em agosto de 2009, em caráter experimental, com seis ônibus, frota ampliada a partir deste mês para 24 veículos. Serão 140 até o fim do ano que vem.

O B100 é o combustível do Expresso Ligeirão, sistema de ônibus que trafegam em canaletas exclusivas com paradas a longa distância.  O sistema opera nos eixos Boqueirão e Linha Verde e será levado na seqüência para os outros quatro corredores exclusivos do transporte coletivo da cidade. Em todos os eixos, os ônibus do Expresso Ligeirão vão operar só com biocombustível.

Resultados
O esforço curitibano para ter o transporte coletivo como aliado na questão ambiental tem dado resultados significativos. Comparados a outros ônibus que fazem a mesma linha, nas mesmas condições e com o mesmo tempo de uso, os ônibus do B100 emitiram 50% menos poluentes.

Na média, com a renovação contínua da frota e a utilização de biocombustível, o transporte coletivo tem reduzido a emissão de poluentes em 161 toneladas a menos, por mês.

Expertise
O uso do biocombustível e dos ônibus biarticulados em Curitiba já foram destaque na mídia internacional. A revista norte-americana Time, edição de 2 de maio, diz que pelo menos 83 cidades do mundo copiaram o sistema de transporte coletivo de Curitiba.

A revista aponta ainda que grandes cidades dos EUA vão adotar o sistema curitibano. “Em 15 de abril, a Autoridade de Trânsito de Chigago aprovou U$1,6 milhão para analisar a implantação do sistema de canaletas exclusivas ao longo da Avenida Western. Só podemos esperar que a cidade de Nova York faça um movimento semelhante”.
Exemplo – O “The Wall Street Journal” – diário nova-iorquino de maior circulação nos EUA – também destacou na edição de 22 de maio a referência de Curitiba no uso dos biarticulados e no sistema de transporte coletivo.

O WSJ diz que Curitiba é o exemplo a seguir nas cidades do mundo inteiro que procuram combinar a flexibilidade do ônibus com conforto, rapidez e confiabilidade no sistema de transporte coletivo.

Buenos Aires – O jornal aponta que cidades dos EUA e da Austrália optaram pelo sistema já em curso nas latinoamericanas Bogotá (1,7 milhões usuários/dia), Cidade do México (550 mil) e Quito (440 mil usuários) e Santiago.

“Em Buenos Aires, será aberto no final de maio, um sistema de 12,5 quilômetros. As pistas vão atravessar a cidade do oeste para o norte para se conectar com as linhas de metrô e trens”, diz o WSJ.

Cúpula
Da quarta edição participam o presidente do Banco Mundial, Roberto Zoellick, o ex-presidente dos EUA, Bill Clinton; e os prefeitos Michael Bloomberg (Nova York), Boris Johnson (Londres), Marcelo Ebrad (Cidade do México), Mauricio Macri (Buenos Aires), Gilberto Kassab (São Paulo) e Eduardo Paes (Rio de Janeiro).

Também confirmaram presença, prefeitos de cidades latinoamericanas – Bogotá (Colômbia), Caracas (Venezuela), Santiago (Chile) – de cidades dos EUA: Filadélfia, Nova Orleans, Portland, São Francisco, Seattle – e da Europa: Amsterdã, Atenas, Barcelona, Basiléia, Berlim, Copenhague, Heidelberg, Madri, Moscou, Roterdã e Varsóvia.

Representantes do Oriente, Changwon e Seul, ambas sul-coreanas, Hong Kong, na China, Jacarta, na Indonésia, e Ho Chi Minh, no Vietnã, estão na lista de presenças. A prefeita de Sidney, na Austrália, Clever Moore, e o prefeito Kuma Demeksa, de Adis Ababa, na Etiópia, também estarão presentes no evento.

Prefeitura de Curitiba