imprimir

A Embrapa Agroenergia lança tecnologia voltada à produção de Biodiesel para reaproveitar, em uma primeira etapa, o óleo usado por bares e restaurantes de Brasília para abastecer parte da frota local da Companhia de Saneamento Ambiental do DF, Caesb. A meta do projeto é utilizar todo o óleo de fritura usado em milhares de cozinhas da capital e transformá-lo em Biodiesel.

 

Segundo a Embrapa, a implementação desse projeto proporcionará oportunidades para agricultores familiares do DF na produção de óleos vegetais como matéria-prima para o Biodiesel. A proposta também tem como desafio desenvolver uma logística eficiente de coleta do óleo usado, no qual serão colocados quatro coletores, sendo um deles no restaurante da Sede da instituição.

 

Será instalada até o final deste ano, na estação de tratamento norte da Caesb, uma planta demonstrativa com capacidade de produção diária de até 5 mil litros de biodiesel a partir do óleo de fritura coletado no Distrito Federal. A Embrapa está apenas aguardando a liberação dos recursos por parte da FINEP, apoiador da pesquisa, para a construção da usina.

 

De acordo com o Superintendente de Recursos Hídricos da Caesb, Fernando Starling, além dos efeitos econômicos e da redução da emissão de gases de efeito estufa, a expectativa é que a reciclagem do óleo seja também fonte de renda, pois a glicerina, subproduto do Biodiesel, será utilizada para a produção de sabão em comunidades carentes.

 

Por Comunicação Social com Embrapa.