A parceria prevê a troca de informações técnicas e científicas e a realização de pesquisas conjuntas, que envolverão investimentos superiores a R$ 4 milhões. Entre elas, destaca-se o estudo de um motor para veículos comerciais leves, movido a combustível com 30% de biodiesel e 70% de diesel em sua composição.

 

O veículo com esse conceito deverá ser apresentado ao governo brasileiro até 2013. Segundo o Inmetro, a meta é, ao mesmo tempo, melhorar a qualidade do produto, reduzir custos e diminuir a emissão de gases causadores de efeito estufa na atmosfera.

 

O acordo foi assinado, nesta segunda, 21/03, no Rio de Janeiro, e contou com a presença do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, que garantiu que a parceria poderá ser estendida, posteriormente, a outras montadoras.

print