imprimir

Reduzir o uso de combustíveis fósseis, ampliar a participação dos biocombustíveis na matriz energética brasileira e retirar carbono da atmosfera são os princípios do RenovaBio, programa lançado pelo governo federal que reconhece o potencial dos combustíveis renováveis de promover desenvolvimento econômico sustentável. Para demonstrar apoio e reforçar a urgência de tramitação da Medida Provisória que vai concretizar o programa, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) promoveu um evento nesta terça-feira (08/08).

O evento RenovaBio e a COP-23 reuniu os ministros Sarney Filho (MMA), Fernando Coelho Filho (Minas e Energia) e Blairo Maggi (Agricultura), além dos deputados federais Evandro Gussi (PV-SP), presidente da Frente Parlamentar Mista do Biodiesel; Alexandre Baldy (Podemos-GO); presidente da Frente Parlamentar pela Valorização do Setor Sucroenergético; e Nilson Leitão (PSDB-MT), presidente da Frente Parlamentar Agropecuária.

Nesta edição do Ubrabio Comenta, o diretor de Biocombustíveis de Aviação da Ubrabio, Pedro Scorza e o diretor superintendente, Donizete Tokarski falam sobre o encontro.

Leia também

Parlamentares defendem Medida Provisória para RenovaBio

Alckmin e entidades assinam manifesto de apoio ao RenovaBio