imprimir

Pesquisas e produção terão como insumo principal a macaúba, palmeira com grande concentração em Minas Gerais

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, disponibilizou nesta terça-feira (2/6), para consulta pública, o Plano de Ação 2015-2016 da Plataforma Mineira de Bioquerosene para aviação.

A publicação tem como objetivo validar junto à sociedade civil os objetivos e próximas etapas do projeto, estabelecidos durante o Workshop de Alinhamento, realizado em abril com os componentes da plataforma: órgãos dos governos estadual e federal, universidades, centros de pesquisas, municípios, empresas e stakeholders nacionais e internacionais.

Consolidada em 2014, a plataforma tem como objetivo desenvolver uma cadeia de valor integrada para a produção de bioquerosene para aviação, utilizando como insumo principal a macaúba, palmeira com grande concentração no estado.

O programa prevê a realização de estudos e projetos envolvendo desde a extração da macaúba, incluindo pesquisa, refino, certificação, produção e utilização do bioquerosene por empresas aéreas.

Além disso, as iniciativas da plataforma visam promover a inovação tecnológica no estado a partir de pesquisa e desenvolvimento em biocombustíveis e produtos renováveis.

`Economia Verde`

O lançamento acontece durante a Semana do Meio Ambiente e está em sintonia com o objetivo de inserir Minas Gerais na chamada “Economia Verde”, focada no desenvolvimento sustentável, tanto socioeconomico quanto ambiental.

A plataforma tem como intuito fomentar a agricultura familiar e o extrativismo no estado, além de promover a recuperação de áreas de preservação e de matas ciliares de bacias hidrográficas do Alto São Francisco.

O Plano de Ação 2015-2016 encontra-se disponível para consulta (clique aqui). Eventuais sugestões devem ser encaminhadas pelo e-mail plataformabioquerosene@desenvolvimento.mg.gov.br até o dia 1/7/2015.