Membros da União Brasileira do Biodisel e Bioquerosene (Ubrabio), produtores e representantes de tecnologia e instalações de equipamentos do setor do biodiesel estiveram reunidos, nesta terça-feira (11) com o secretário da Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Valter Bianchini, para debater questões relacionadas ao setor produtivo do biodiesel no País e no desenvolvimento da agricultura familiar, principalmente nas regiões do Norte e Nordeste. Durante o encontro, foram levantados, entre outros temas, gargalos relacionados a financiamentos, política agrícola, a nova produção e questões relacionadas ao Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB) e o Marco Regulatório.

“Queríamos fazer esse contato para alinhar os interesses compartilhados com o MDA e os setores do biodiesel dentro do Programa e do contexto atual do setor. A nosso ver, o setor está tendo problemas principalmente com a estagnação, precisamos rapidamente evoluir para uma definição. Estamos trabalhando com grandes ofertas e geração de mercado, exclusivamente, com base na dependência do critério da mistura obrigatória e o Marco Regulatório”, destacou o presidente da Ubrabio Juan Diego Ferrés.Desde 2010, a indústria de biodiesel do Brasil sofre com uma capacidade ociosa na produção do biodiesel. Ferrés falou da necessidade de uma posição para o Marco Regulatório, pois a atual situação do setor cria problemas para a sobrevivência de algumas empresas. 

O secretário destacou a importância do programa do biodiesel para o desenvolvimento do Brasil. “ É um programa muito importante para a agricultura familiar, a ideia do B20 para uma Copa do Mundo mais sustentável e a interiorização do B20 são pontos que alavancam essa importância. Vamos discutir os pontos debatidos e ver o que podemos avançar”, citou.


print