A Câmara Setorial da Palma de Óleo por intermedio do grupo de trabalho realizou, nesta quinta-feira (20), a segunda reunião que elabora a Agenda Estratégica da cadeia da palma para os próximos anos. O objetivo é definir prioridades e atacar gargalos nos projetos pelos próximos anos. Entre os temas levantados pelos representantes do setor produtivo estão regularização fundiária, agricultura familiar e crédito agrícola e portanto deverão fazer parte do documento.

 

Os assuntos elencados no primeiro encontro e consolidados nesta última reunião serão agora apresentados e aprovados pela plenária da Câmara Setorial da Palma. A elaboração de uma agenda estratégica faz parte da metodologia das câmaras setoriais mantidas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Ela é uma das câmaras mais novas, criada no final do ano passado, e ainda não contava com uma agenda formal.

 

A criação da Câmara Setorial faz parte do conjunto de ações estabelecidas no Programa de Produção Sustentável de Palma de Óleo no Brasil, lançado no último ano de gestão do presidente Luis Inácio Lula da Silva. Fazem parte dela representantes do Governo Federal e da cadeia produtiva da oleaginosa. 

print