imprimir

Objeto de pesquisas há mais de 15 anos, uma planta da família da canola vai se desenvolvendo para ser matéria-prima da indústria do Biodiesel. É o crambe, uma oleaginosa com grande potencial de produção na região Centro-Oeste, mas que ainda tem participação insignificante no Biodiesel nacional.

Em Sorriso (MT), foram plantados mil hectares, em parceria com a empresa Grupal, empresa associada à Ubrabio. A previsão é plantar outros 4 mil hectares em Mato Grosso do Sul, onde a usina parceira é a Granol. Já em Goiás, onde havia a expectativa de plantar 3 mil hectares, em parceria com a Caramuru, o excesso de chuva atrapalhou o plantio.

Há grandes áreas plantadas também no estado de São Paulo e no Paraná, em caráter experimental. Além do Biodiesel, o óleo tem aplicações na indústria química, para extração do ácido erúcico.

Por Comunicação Social com Biodiesel BR.