imprimir

O World Business Council for Sustainable Development (WBCSD) e o Climate Disclosure Standards Board (CDSB) lançaram, no final de fevereiro em Genebra na Suíça, a publicação em inglês Insights from the Reporting Exchange: ESG reporting trends, uma pesquisa feita a partir da plataforma Reporting Exchange que mapeia as tendências globais e regionais de relatórios ambientais, sociais e de governança (sigla em inglês ESG).

A publicação mostra que após a ECO 92, o número de relatórios de sustentabilidade aumentou mais de dez vezes. Nos últimos 25 anos, os temas ambientais foram os requisitos de notificação que mais foram abordados em 60 países, enquanto os temas de governança foram os que menos prevaleceram. Essa tendência é consistente em todas as quatro regiões de análise: Ásia-Pacífico, Europa, América do Norte e América do Sul.

A pesquisa também analisa o tipo de provisões que se tornaram mais populares nos últimos anos, descobrindo que nos últimos 10 anos, o número de requisitos voluntários reportados em todo o mundo aumentou de menos de 10 para 182, sendo 80% emitidos por organizações não governamentais. Isso ressalta o aumento da importância das questões ambientais, sociais e de governança para a comunidade financeira e para os negócios.

Reporting Exchange

Em 2016, o WBCSD lançou o Reporting Exchange, uma plataforma on-line gratuita projetada para ajudar as empresas a navegar no mundo, muitas vezes confuso, dos relatórios corporativos. Com a plataforma é possível ter acesso às informações confiáveis, detalhadas ​​e comparáveis, além de saber mais sobre os requisitos e os recursos dos relatórios de sustentabilidade de mais de 70 setores e 60 países.